busca


home | patologias | atendimento | contato

Radioterapia

Candidose

Com a interrupção do equilíbrio no ecossistema bucal em pacientes irradiados na região cervico-facial há uma evidente alteração na microbiota bucal normal do indivíduo que favorece o desenvolvimento de fungos, principalmente do gênero Candida. O aumento na contagem de Cândida albicans , que pode persistir por vários meses, propicia maior suscetibilidade para candidose.  Outros membros do gênero Cândida podem ser encontrados na microbiota bucal, como a C. tropicailis, C. guilhermoni e parapsilosis, mas esses não são usualmente associados com doenças bucais.

Essas lesões geralmente são do tipo pseudomembranosa, caracterizando-se pela formação de placas brancas removíveis à raspagem ( forma pseudomembranosa ) mas também podem ocorrer como eritematosa, atrofia papilar central, queilite angular, multifocal crônica, estomatite por dentadura, hiperplásica, mucocutânea e síndrome candidíase-endócrina.

Para o tratamento e controle desta infecção utiliza-se antifúngicos tópicos e sistêmicos.

Veja também:

Home | DST | Câncer de Boca | Auto exame | Exames Complementares | Radioterapia | Quimioterapia | Patologias | Prof. Dr. Sérgio Kignel | A Clínica | Mídia | Contato

 
Desenvolvimento: Interpágina