busca


home | patologias | atendimento | contato

DST

Beijo

Beijar na boca pode parecer para muitos um habito inofensivo, mas trás o perigo da transmissão de várias doenças, desde as mais simples e inofensivas até as mais perigosas como as sexualmente transmissíveis.

Cerca de dois bilhões de bactérias habitam uma única gota de saliva. A gengivite, por exemplo, é uma infecção bacteriana que teve sua incidência aumentada nos últimos anos, provavelmente em decorrência do hábito adotado pelos jovem de trocar de parceiros rapidamente. De acordo com um estudo publicado em fevereiro de 2006 no British Medical Journal, beijar na boca de várias pessoas aumenta em quatro vezes o risco de adolescentes contraírem meningite, uma infecção cerebral potencialmente fatal. Já a bactéria causadora da temida cárie dental, streptococcus mutans, também pode ser transmitida pelo beijo na boca.
 
 Além das bactérias, o beijo também pode transmitir vírus causadores de doenças. Uma dessas doenças, a mononucleose, causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV) recebeu o nome popular de "doença do beijo" .  Por outro lado não há estudos científicos suficientes que comprovem a transmissão do vírus HIV, da Aids, por via oral, a contaminação do vírus pela boca é extremamente difícil e ainda não foi comprovado.
 
 Concluímos então que a melhor forma de se proteger contra a transmissão de doenças pela boca é abstinência , e como para a grande maioria da população isto é inviável , recomenda-se evitar ao máximo  beijar muitas pessoas em pouco tempo .
 
Excluem-se destas recomendações aquelas pessoas que apresentam alguma ferida na boca. Para estas a abstinência é imperativa, já que Inflamações como aftas e gengivite, sensibilizam a mucosa e facilitam a entrada dos micróbios. 
 
Apresentamos a seguir as principais doenças que podem ser transmitidas por beijo, as doenças sexualmente transmissíveis (DST) serão mais esmiuçadas em outro tópico .
  • Hepatite: há risco de transmissão do tipo B da doença, caso haja lesões e feridas na mucosa bucal. O tipo A é transmitido por fezes e o tipo C, apenas por agulhas .
  • Herpes: o vírus pode ser transmitido mais facilmente na fase aguda, quando está em plena atividade e deixa o lábio cheio de pequenas bolhas. A herpes tipo 1 é caracterizada como labial e a tipo 2 como genital, mas com a prática do sexo oral, o vírus do tipo 1 pode causar a genital e vice-versa.
  • Candidíase: também conhecido como sapinho, caracteriza-se por áreas brancas na mucosa que, quando raspadas, deixam a região vermelha e sangrante.
  • Gonorréia: apresenta vermelhidão, ardência e prurido na mucosa. Raramente faz feridas .
  • Mononucleose: popularmente chamada de doença do beijo, é altamente infectante pois precisa apenas do contato direto da mucosa com a saliva contaminada para ser transmitido.
    A doença do beijo é caracterizada por mal-estar, febre, dor de cabeça e de garganta, aumento de gânglios, ínguas no pescoço, apresenta pequenas manchas vermelhas no céu-da-boca. Estes sinais costumam aparecer após um mês do contágio.
    Como se trata de um vírus, é importante que o indivíduo, alimente-se e durma bem, consuma complementos vitamínicos e outros.
  • Sífilis: ela causa uma ferida indolor no lábio ou na língua e ínguas no pescoço. A transmissão é considerada muito rara.
  • Tuberculose: A tuberculose é uma doença infecciosa, cujo agente etiológico é uma micobactéria denominada Mycobacterium tuberculosis.
As regiões atingidas pela tuberculose oral envolvem, usualmente, a língua, mandíbula, maxila, lábios, processos alveolares, gengiva e mucosa jugal, podendo também atingir a região da faringe, amígdalas e cavidade nasal.
 
Curiosidades
  • Um beijo apaixonado pode significar a aplicação de uma pressão de 12 Kg sobre os lábios.
  • Uma pessoa troca em média, 24 mil beijos ao longo de toda a sua vida, desde os maternais até os apaixonados.
  • Quando beijam, 97% das mulheres fecham os olhos. Apenas 30% dos homens fazem o mesmo.
  • Para beijar o ser humano movimenta 29 músculos (12 do lábio e 17 da língua).
  • Em cada beijo os apaixonados trocam 9 mg de água, 0,7g de albumina, 0,18 g de substâncias orgânicas, 0711 mg de gorduras e 0,45mg de sais.
  • 250 virus e bactérias diferentes podem ser repassados no beijo.
  • Quando se beija alguém, resíduos de sua saliva permanecem em sua boca por três dias.

Veja também:

Home | DST | Câncer de Boca | Auto exame | Exames Complementares | Radioterapia | Quimioterapia | Patologias | Prof. Dr. Sérgio Kignel | A Clínica | Mídia | Contato

 
Desenvolvimento: Interpágina