busca


home | patologias | atendimento | contato

Outras Patologias

Cistos

O QUE É
 
São cavidades patológicas revestidas de epitélio, contendo no seu interior, um material liquído ou semi-sólido. O número de cistos que ocorrem nos maxilares são geralmente mais frequentes do que em  outras ossos do corpo. Quando têm origem nos restos da lâmina dentária ou do órgão do esmalte do dente, são chamados Cistos Odontogênicos e correspondem a quase 90% dos cistos maxilo-mandibulares. As classificações encontradas na literatura são variadas, e geralmente baseiam-se na etiologia da lesão.
 
COMO APARECE CLINICAMENTE
 
Geralmente são assintomáticos e diagnosticados acidentalmente durante exames radiográficos de rotina. A maioria não produz expansão óssea e seu tamanho pode apresentar grande variação.A maioria dos cistos maxilares tem comportamento semelhante, com crescimento lento e expansivo. Devido a ausência de sintomatologia dolorosa essas lesões tendem a crescer chegando a causar grandes aéreas de destruição óssea. Porém raramente causam expansão de corticais e reabsorção de raízes.
 
As radiografias convencionais têm suas limitações, pois não demonstram as lesões intra-ósseas de forma detalhada dificultando assim o diagnostico. O aspecto radiográfico do cisto é geralmente de radiolucidez unilocular bem circunscrita, embora possa aparecer também como multilocular.
 
A tomografia computadorizada tem sido utilizada como um método não invasivo para melhor diferenciação das lesões facilitando o tratamento.
 
 
 
COMO TRATAMOS
 
O tratamento é cirúrgico. A experiência profissional é muito importante quando se trata da eleição de uma determinada técnica cirúrgica. Geralmente é necessário o tratamento endodôntico do dente envolvido ou próximo da lesão.

Veja também:

Home | DST | Câncer de Boca | Auto exame | Exames Complementares | Radioterapia | Quimioterapia | Patologias | Prof. Dr. Sérgio Kignel | A Clínica | Mídia | Contato

 
Desenvolvimento: Interpágina